Afinal, o que é mapa de risco?

Apesar de ser um negócio essencial, um posto de combustíveis lida com produtos com potencial de causar acidentes e danos aos seus clientes, funcionários e entorno. Por isso, saber o que é mapa de risco e tornar os colaboradores conscientes de possíveis ameaças é fundamental para promover a segurança de todos.

Seu posto já possui um mapa de risco? Você sabe como elaborá-lo e qual é o significado de sua legenda? Todos sabem como usá-lo para prevenir acidentes? Então fique atento ao post e descubra a importância de tê-lo e de conscientizar os colaboradores para utilizá-lo.

O que é mapa de risco?

Trata-se de uma representação gráfica que traz o layout da instituição e sinaliza os riscos presentes no local.

O posto é obrigado a elaborá-lo e renová-lo a cada ano, e esse trabalho acontece sob a coordenação da Coordenação Interna de Prevenção a Acidentes (CIPA) ou do encarregado de segurança no trabalho. Eles devem realizar uma análise criteriosa dos riscos presentes em cada setor para a devida sinalização.  

Sua legenda deve ser clara e de fácil compreensão, e o mapa deve ser fixado em um local acessível.

Por que o mapa de risco é importante?

O primeiro fator que torna o mapa de risco importante é a sua capacidade de alertar para ameaças, evitando acidentes no ambiente de trabalho e promovendo a segurança das pessoas que trabalham e circulam no local.

Além disso, sua elaboração e exibição é requerida para o cumprimento da Norma Regulamentadora de número 5 do Ministério de Trabalho. Portanto, esse é um item que deve estar presente em caso de fiscalização para que o posto não sofra qualquer tipo de sanção.

Como elaborar o mapa de risco?

Para produzir o mapa, os responsáveis precisam fazer uma inspeção minuciosa no estabelecimento e identificar os riscos existentes em cada setor do posto. Eles levarão em consideração não só a infraestrutura, mas também a realidade operacional.

Cada risco identificado precisa ser classificado e devidamente dimensionado de acordo com seu potencial ofensivo. A sinalização leva em conta o tipo e a intensidade das ameaças.

Quanto ao tipo, os riscos são classificados em:

  • físicos: sinalizados com a cor verde, referem-se a vibrações, radiações ionizantes ou não, frio, calor, umidade ou pressões anormais;

  • químicos: sinalizados com a cor vermelha, indicam a presença de gases, vapores, substâncias compostas e produtos químicos, além de poeira, fumos ou neblinas;

  • ergonômicos: sinalizados com a cor amarela ou laranja, representam esforço físico intenso, atividades que exigem levantamento e transporte manual de peso, além de outras situações que provocam estresse (imposição de ritmos excessivos, trabalho em turno noturno, jornadas prolongadas, monotonia e repetitividade, controle rígido de produtividade, etc);

  • biológicos: sinalizados com a cor marrom, indicam o risco de contaminação por vírus, bactérias, parasitas, fungos, bacilos e parasitas;

  • de acidentes: sinalizados com a cor azul, sinalizam que há um arranjo físico inadequado do espaço, máquinas e equipamentos sem proteção, iluminação insuficiente ou inapropriada, probabilidade de incêndio ou explosões, armazenamento indevido ou até mesmo a presença de animais peçonhentos.

Nos locais onde há mais de um risco presente, o círculo pode ser dividido em até cinco partes de tamanhos iguais, com cores diferentes.

A intensidade dos riscos é sinalizada pelo tamanho do círculo traçado, que pode ser pequeno, médio ou grande. Quanto maior o círculo, maior é o risco.

Como conscientizar os funcionários?

O mapa é essencial e obrigatório, mas só cumpre sua função quando os colaboradores são treinados e conscientizados sobre sua importância.

Com ações de treinamento e capacitação, os funcionários podem se tornar mais cautelosos e evitar comportamentos de riscos nessas áreas. Eles podem também se engajar na promoção de ações para evitar a ocorrência de acidentes, demonstrando cautela e orientando os desavisados.

Entendeu o que é mapa de risco e por que ele é importante para a evitar acidentes com clientes e funcionários? Qual é a adesão dos seus funcionários às medidas de segurança? Conte pra gente aqui nos comentários!

 

Gostou do texto?

Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Confira também

3 comentários em “Afinal, o que é mapa de risco?”

  1. MOACIR disse:

    Ótimo…parabéns..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba no seu email tudo sobre marketing digital! Não enviaremos spam!