Voltar

Notícias

Combustíveis: avança a incorporação da Zema pela Total do Brasil; BP e Bunge concluem fusão

03/12/2019

Fonte: epbr

Em expansão no país, a  Distribuidora recebeu as autorizações da ANP para operar em bases de distribuição e por meio de filiais no Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e São Paulo. Faz parte da incorporação do Grupo Zema, comprado pela Total, em 2018.

— A Total inaugurou seu primeiro posto com marca própria em agosto deste ano, incorporando 280 unidades do grupo Zema, principalmente, nos estados de Minas Gerais, Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso e São Paulo.

Petrobras Biocombustíveis (PBio) pediu e a ANP cancelou a autorização para operação da usina de biodiesel de Quixadá (CE). A unidade tinha capacidade para produzir até 302 m³/dia do biocombustível e teve a sua desativação anunciada em 2016 — a planta estava hibernada desde então.

— Além de Quixadá, a PBio tem outras duas usinas em Candeias (BA) e Montes Claros (MG), com capacidade total de 1.309 m³/dia. A Petrobras informou que as unidades estão operando normalmente e não há planos para encerrar as atividades. A companhia tenta vender as usinas de Cadeias e Montes Claros.

BP e a Bunge concluíram a criação da , joint venture que atuará nos mercados de etanol, bioenergia e cana-de-açúcar. “A  é agora o segundo maior operador por capacidade de moagem no mercado brasileiro de etanol”, afirmou a empresa, em nota.

publicidade