Notícias

  • Presidente do Minaspetro visita revendedores do Triângulo Mineiro

    18/05/2022

    Aproveitando a proximidade com o Ciclo de Congressos em Uberlândia, Rafa Macedo encontrou com empresários de Luz e Patos de Minas

    veja a matéria completa
  • Retomada do congresso regional repercute na imprensa

    18/05/2022

    “É uma oportunidade de revendedores trocarem experiências, saberem mais sobre as tendências do mercado que estão em evidência, como o self-service, delivery e privatizações no refino, além de uma chance de realizar bons negócios na feira de expositores, com fornecedores de serviços e equipamentos para postos”, explica Rafael Macedo, presidente do Minaspetro. Pela primeira vez o Minaspetro traz conteúdo dedicado aos gerentes dos postos. Jonathan Rocha, especialista em treinamento para equipe de postos e José Antônio Rocha, secretário-executivo da Fecombustíveis, falarão sobre como o gerente pode ter um olhar mais crítico na pista de abastecimento para evitar multas e cumprir todas as exigências dos órgãos reguladores.

    veja a matéria completa
  • Desde 1938: veja a história da política do PPI no Brasil

    18/05/2022

    Atualmente, a política de Preço de Paridade de Importação é a responsável pelos altos valores pagos para abastecer no Brasil. A medida, inclusive, está prevista no artigo 2º da chamada Lei do Petróleo (9.478/ 1997) que prevê o estabelecimento de diretrizes para a importação e exportação, de maneira a atender às necessidades de consumo interno de petróleo e seus derivados, biocombustíveis, gás natural e condensado. A norma foi consolidada com a Lei nº 12.490/ 2011. Mas apesar de notar o peso dessa medida no orçamento, você sabe como funciona o PPI na prática? Há brechas para que esse regime deixe de ser utilizado? Veja abaixo o que apuramos sobre a medida que é legalmente prevista no Brasil desde 1938, antes mesmo da criação da Petrobras ocorrida em 1953.

    veja a matéria completa
  • Bolsonaro muda cálculo de frete para agradar a caminhoneiros

    18/05/2022

    Medida reduz de 10% para 5% oscilação do preço do diesel na tabela de frete. “Com isso, pretende-se dar sustentabilidade ao setor do transporte rodoviário de cargas, e, em especial, do caminhoneiro autônomo, de modo a proporcionar uma remuneração justa e compatível com os custos da atividade”, diz nota do Palácio do Planalto. De acordo com o texto divulgado pelo Planalto, o combustível amplamente utilizado por caminhoneiros acumula alta de 52% nos últimos 12 meses.

    veja a matéria completa
  • Brasil observa crescimento no consumo de combustíveis, como o diesel, durante o primeiro trimestre deste ano

    18/05/2022

    Em relação ao mesmo período de 2021, o consumo dos combustíveis aumentaram. Vendas do diesel cresceram o equivalente a 2,22% no Brasil. Além disso, os dados revelam também que, em março, foi observada uma redução de 2,19% no consumo de diesel no Brasil. Entretanto, o crescimento no trimestre é devido ao mês de fevereiro, em que a demanda foi 10,19% maior em relação a janeiro.

    veja a matéria completa
  • Privatização não garante preços baixos na Petrobras

    18/05/2022

    A proposta anunciada pelo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, não garantiria preços mais baixos de combustíveis no Brasil, segundo especialistas. Os executivos concordaram com a ideia de que a intervenção no mercado, com a criação de preços artificiais, pode causar desabastecimento e desestimular agentes privados a atuar na importação de combustíveis.

    veja a matéria completa
  • Petrobras: gasolina dobrou de preço no Brasil desde 2016

    18/05/2022

    Levantamento do Observatório Social da Petrobras mostra que o litro custava R$ 3,662 em outubro de 2016, mês em que a estatal adotou o regime. Atualmente, segundo a entidade, o preço do litro da gasolina nas bombas é R$ 7,29. O PPI foi implementado em 2016 como uma metodologia de gestão, sem ser acompanhado por ato normativo. Mas, para revertê-lo definitivamente e chegar a uma redução nos preços cobrados nas bombas, o caminho passa por mudanças na legislação, segundo o ex-diretor da estatal, entre 2003 e 2007, e professor do Instituto de Energia e Ambiente da USP Ildo Luis Sauer. 

    veja a matéria completa
  • Governo ganha mais com a Petrobras que minoritários: 15x mais

    18/05/2022

    Isso é o que sugere um cálculo feito pelos analistas do Bradesco BBI, que mostra que, nos últimos 10 anos, o retorno total do Estado brasileiro com a Petrobras foi 15x maior que o dos acionistas minoritários. Enquanto Brasília arrecadou R$ 1,4 trilhão em impostos e dividendos da estatal, os acionistas minoritários receberam R$ 94 bilhões em dividendos, e os detentores de títulos de dívida receberam R$ 177 bilhões em juros.

    veja a matéria completa
Página 1 de 2667 | Próxima