Os 4 tipos de combustível comercializados em postos brasileiros

Os 4 tipos de combustível comercializados em postos brasileiros

Quem hoje está acima dos 50 anos deve se lembrar dos tempos em que os postos ofereciam três tipos de combustível: a gasolina comum, a gasolina azul e o diesel. Muitos acreditavam que a gasolina azul era a mesma usada para o abastecimento de aeronaves e que o carro com este combustível seria capaz de “voar”. Contudo, na realidade, aquilo que para muitos era uma espécie de poção mágica, para os veículos não passava de um combustível aditivado, com octanagem maior do que a gasolina amarela comum.

Hoje, após as sucessivas crises do petróleo e com a evolução tecnológica, uma série de combustíveis para caminhões, motocicletas e automóveis está disponível para o consumidor. Neste post, vamos listar os tipos de combustíveis existentes no Brasil, acompanhe:

Gasolinas

Entre os tipos de combustível existentes, a chamada “gasolina comum” é a mais consumida no Brasil. Também conhecida como “Gasolina C”, ela é uma gasolina produzida a partir da mistura da gasolina pura (tipo A), que não é comercializada para o consumidor final, com 27% de etanol anidro, álcool produzido a partir da cana-de-açúcar que não contém água.

Ela não recebe nenhum tipo de aditivo e a sua coloração vai de transparente a amarelada. O combustível deve possuir octanagem mínima de 87 IAD (índice antidetonante). E, basicamente, é a mesma em todos os postos.

A gasolina aditivada também recebe a adição de 27% de etanol anidro, atendendo à legislação brasileira. Porém, há ainda a adição de detergentes e de dispersantes em sua mistura, que promovem a limpeza do motor e de bicos injetores. Ela oferece também a ação antioxidante, o que é positivo para a vida útil do motor. A adição de corante é obrigatória para diferenciá-la da gasolina comum.

Outro tipo de gasolina comercializada no Brasil é a gasolina premium, uma gasolina aditivada que tem octanagem maior, de 95 IAD, e que recebe a adição de menos etanol anidro, na proporção de 25%.

Etanol hidratado

O etanol hidratado difere do etanol anidro por conter 4% de água. Este é o álcool veicular, comercializado nos postos de combustíveis, com octanagem de 100 IAD. Também pode receber a adição de aditivos, o que, no momento, não é feito por todas as distribuidoras.

Por ser de fonte renovável, o etanol hidratado oferece menor agressão ao meio ambiente do que a gasolina ou o diesel.

Diesel

O diesel comum, ou tipo B, é o resultado da mistura do diesel tipo A, o diesel puro que sai das refinarias e não é comercializado nos postos de combustíveis, com o biodiesel, que é obtido a partir de gorduras vegetais ou animais. A proporção de mistura é de 7% de biodiesel.

Também existe a versão aditivada do combustível, que recebe detergentes, dispersantes, anti espumante, anti corrosivo e demulsificante.

O biodiesel puro não é comercializado no país.

Gás veicular

Formado predominantemente pelo gás metano (CH4), o gás veicular geralmente é encontrado como um produto associado ao petróleo, em rochas porosas existentes no subsolo. O potencial poluente do gás veicular é bastante reduzido, o que torna o seu uso mais favorável para o meio ambiente.

Agora que você já sabe quais são os tipos de combustíveis existentes no Brasil, aproveite para ler também sobre equipamentos que deixam o posto de combustível mais ecológico. Até a próxima!

Gostou do texto?

Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Confira também

2 comentários em “Os 4 tipos de combustível comercializados em postos brasileiros”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba no seu email tudo sobre marketing digital! Não enviaremos spam!