Voltar

Notícias

Petróleo opera em queda antes de dados do DoE, com reunião da Opep no radar

13/06/2018

Fonte: Down Jones Newswires*

Os preços do petróleo operam em baixa nesta quarta-feira, com os investidores na expectativa pela reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e no aguardo por dados de estoques nos EUA.

Às 8h30 (de Brasília), o petróleo WTI para julho caía 0,53%, a US$ 66,01 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o Brent para agosto tinha baixa de 0,16%, a US$ 75,76 o barril, na ICE.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e outros grandes produtores, como a Rússia, devem se reunir em Viena em 22 de junho. A Arábia Saudita – a chefe de fato da Opep – e a Rússia indicaram recentemente a disposição de aumentar a produção diante de aumento dos preços e riscos geopolíticos de fornecimento na Venezuela e no Irã.

O foco principal do mercado está na reunião e na possibilidade de que a Opep e seus aliados aumentem a produção depois de mais de um ano de retração, disse Ole Hansen, chefe de estratégia de commodities do Saxo Bank.

As expectativas de que o cartel do petróleo e seus aliados possam abandonar um acordo coordenado para conter a produção em cerca de 1,8 milhão de barris de petróleo por dia pesaram sobre os preços nas últimas semanas, depois que o Brent ultrapassou a barreira dos US$ 80 por barril em maio. O acordo está definido para expirar no final deste ano.

No entanto, os preços perderam força, apesar da Agência Internacional de Energia (AIE) afirmar que espera que o apetite mundial continue robusto ao longo de 2019. Em seu relatório mensal, a agência previu que a demanda global por petróleo cresceria 1,4 milhão de barris por dia em 2019 em relação a este ano.

Por outro lado, a AIE também espera que a produção de petróleo de países fora da Opep continue a crescer, impulsionada principalmente pelo crescimento da oferta dos EUA, devendo desacelerar apenas ligeiramente em 2019, para 1,7 milhões de barris por dia, comparado com 2 milhões de barris por dia.

Os investidores estão de olho também nos dados oficiais de estoques nos EUA, que serão divulgados hoje pelo Departamento de Energia (DoE) às 11h30 (de Brasília). Ontem, o American Petroleum Institute (API) divulgou estimativa de aumento de 833 mil barris nos estoques de petróleo bruto dos EUA na semana passada. O API também apontou acréscimos nos volumes estocados de gasolina (+2,3 milhões de barris) e de destilados (+2,1 milhões de barris).

*Extraída do site UDOP