Voltar

Notícias

Restrição de veículos pesados no Anel vira cabo de guerra entre prefeitura de BH e Dnit

12/01/2018

Fonte: Itatiaia

A restrição do tráfego de veículos pesados no Anel Rodoviário, no horário de pico, será em apenas um trecho de dez quilômetros da via, pertencente à iniciativa privada. A informação foi confirmada noite passada, em nota divulgada pelo Ministério dos Transportes.

No total, o Anel Rodoviário tem 26 quilômetros. Mas vale dizer que este trecho de 10 quilômetros, onde haverá a restrição de tráfego, inclui a descida do Bairro Betânia, local onde são registrados mais acidentes graves.

Carretas e caminhões devem ser proibidos de rodar neste trecho do Anel a partir de março. Os horários de restrição de tráfego ainda estão sendo definidos.

A explicação do Ministério dos Transportes saiu no fim da noite, provocando um impasse com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), órgão subordinado ao ministério.

Isso porque, mais cedo, o Dnit informou que a restrição de veículos no Anel ainda não tinha sido autorizada e que um estudo ainda iria ser feito.

Informação que irritou o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, que esteve pessoalmente com o ministro dos Transportes, Maurício Quintella, em Brasília, um dia antes, e disse ter ouvido uma versão diferente sobre o assunto.